segunda-feira, 13 de junho de 2011

um pouco de brasileirão, um pouco de seleção...

A rodada do fim-de-semana consolidou o São Paulo e seus 100% de aproveitamento na liderança do Brasileirão. O time de Lucas Silva, Dagoberto e Casemiro fez uma nova vítima: o Grêmio. O esquema de Renato, com quatro laterais, não funcionou, e o tricolor gaúcho escapou de tomar uma goleada.

Alguns técnicos começam a balançar: Cuca, Renê Simões e Mancini já têm suas estabilidades ameaçadas, mesmo que o certame ainda esteja na fase incipiente. Típico...

Depois de encerrada a rodada, fui assistir às mesas redondas pela tevê. Quase sem assunto, os apresentadores tentaram em vão extrair dos comentaristas opiniões mais aprofundadas, mas sempre esbarravam no temor de quem lança um prognóstico e o vê afundar logo adiante nas profundezas deste campeonato equilibrado e cheio de variantes. Exemplo: quem é o destaque até aqui? Resposta: olhar vazio e cabeça balançando negativamente.

Enquanto os debates empobreciam em decorrência da escassez absoluta de assuntos, resolvi dar mais uma olhada na lista de Mano Menezes para a Copa América. Com o intuito de achar mais problemas do que os óbvios, me espantei com a possibilidade que um técnico de seleção brasileira tem de convocar quem ele quiser (eu convocaria uns 6 atacantes), e o faz de forma convencional e pouco ousada (padrão Dunga, diga-se).

Pra começar, lembremos que nos últimos amistosos Mano escalou a seleção no esquema 4-3-3 - afinal, ele “precisa” acomodar no mesmo time Robinho e Neymar, mesmo que o primeiro não apresente nada de convincente há muito anos. Tudo bem, pois trata-se de um esquema decantado por muitos e que já foi utilizado pelo próprio Mano em sua passagem pelo Corínthians, com Jorge Henrique, Ronaldo e Dentinho compondo o ataque.

Mesmo com a equipe tendo assinalado apenas 1 gol nos dois amistosos, contra Holanda e Romênia, parto do princípio de que este será o esquema a ser implantado para a disputa da Copa América. Portanto, a seleção terá 3 no meio de campo, setor para o qual foram convocados 8 jogadores. Terá, obviamente, 3 avantes titulares, para onde Mano convocou apenas 4 jogadores, sendo que um deles, Alexandre Pato, encontra-se em recuperação de uma lesão. Ou seja, cuidados demasiados com a meia-cancha e negligência pura com a linha ofensiva, violando a preferência nacional de se atacar com qualidade.

Quando precisar atacar mais, o que acontece com relativa frequência, Mano Menezes olhará para o banco de suplentes e verá a seu dispor apenas um, provavelmente Fred - que, coincidentemente, tem o mesmo empresário que o técnico da Seleção. É pouco!
cortesia: www.manomenezes.com.br

Tudo passa pela safra de jogadores, que, de tão fraca, faz com que Elias seja uma opção (na cabeça de Mano) em nível de seleção brasileira. Sim, Elias, entre outros, está na lista de convocados por motivos que extrapolam nossa boa vontade para com o treinador, seja ele quem for.

Boa sorte, MM.

Um comentário:

Sporting Forever disse...

Troca de links?

Responda no meu blog

http//abancadanascente.blogspot.com

Related Posts with Thumbnails